Printemps II

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Promesse de printemps
le milan des plaines
rejoint les nuages.

Iida Dakotsu

Saudades

Reprise

Photo : Paul Laurent Bressin

Saudade do Verão
Saudade do cri cri dos grilos
Saudade do reboliço e da confusão
Saudade de comer figos
Saudade do sol e do calor
Saudade de ser criança
Saudade de ignorar a dor
Saudade de não perder a esperança
Saudade de ontem, de hoje e de amanhã
Saudade dos amigos e da família
Saudade de preguiçar de manhã
Saudade de viver sem controlo nem vigília
Saudade da loucura e da imprudência
Saudade de beijos e abraços
Saudade de não pensar em vírus e doença
Saudade de reanudar os laços
Saudade de mim, de ti, de nós
Saudade de fazer a diferença
Saudade de não calar a minha voz.

Filipa Moreira da Cruz

Le goéland méchant

Il nous observe
Avec son regard impassible
Il nous nargue
Avec sa cruauté assumée
Il nous défie
Avec sa force indéniable
Il nous espionne
Il nous chasse
Il nous mange
Il nous recrache
Pas besoin d’alliés
Il se suffit à lui seul
Des bebés, des moins jeunes
Des vieux, des moines
Tout y passe!
Cette machine à tuer
Se prête à ce jeu cruel
La folie des grandeurs
Reste sa devise
Et à la fin?
Nulle lui résiste.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Passeio em família

Reprise

Céu rosa, laranja e violeta
Diapasão nas asas de uma borboleta
Mar imenso e azul
Relva verde mais ao sul
Abraçar uma árvore, respirar fundo
Não penso perder nem um segundo
Um olhar, uma gargalhada
A vida é feita de tudo e de nada.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Porta

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Porta trancada
Toda escaqueirada
Porta fechada a sete chaves
Escrava de caprichos e necessidades
Porta usada, velhinha
Pequena e castanhinha
Porta com cadeado
Grande e codificado
Porta que apenas conhece sonhos
Os meus, os teus, os nossos
Porta que foge da realidade
E esconde a verdade
Porta redonda, quadrada
Que me acolhe quando estou cansada
Porta que rebenta, explode
Que apenas aguenta o que pode
Porta que ouve desaforos e gritaria
Que sofre com a minha correria
Porta da casa, do prédio, da mansão
A mais especial é a do meu coração.

Filipa Moreira da Cruz

Tea for four

Reprise

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Deep blue sky
Mysterious sea
Thick sand
Invigorating breeze
My hair is a mess
And so is my life
Upside down
Empty chairs
Empty heart
I see my town
From the other side
I’m an outsider
Until when?
If only I knew…
Meanwhile, take a seat
The water is boiling
Life is always better
After a cup of tea.

Filipa Moreira da Cruz

De puerta en puerta

Ponedle puertas al ingenio femenino y saldrá por la ventana; cerradla y saldrá por el ojo de la cerradura; tapadlo y saldrá con el humo de la chimenea.

William Shakespeare

El miedo llamó a la puerta, la confianza abrió y afuera no había nadie.

Proverbio Chino

Para que la puerta de la felicidad se abra hacia dentro, es necesario retirarse un poco para poder abrirla: si alguien la empuja, cada vez la cierra más.

Søren Kierkegaard

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Why…

Reprise

Photo : KaDDD

Why does the sea water taste like salt?
Because that’s where the tears from the clouds land

Why is the sun so hot?
To keep us warm when we are sad

Why does it rain over our heads?
To wash the bad feelings away

Why is the grass green?
To make us happy when days are grey

Why do the stars shine?
To show us the path

Why is the moon so big and bright?
To take care of Mother Earth

Why do numbers never end?
So we count them again and again

Why do some people fight?
They can no longer see the difference between wrong and right

Why is love so important?
Because without it, we would already be dead.

Filipa Moreira da Cruz


Giallo

Reprise

Amarelo como o sol
Quente como um dia de Verão
O mundo é um girassol
E o que desejo cabe na minha mão
Agradável como galopar ao vento
Livre como o lobo temeroso
Que assusta o inimigo apenas com o alento
Este animal é poderoso!
Fecha-se uma porta, mas abre-se uma janela
E a esperança volta a crescer
Por detrás de uma avenida esconde-se uma ruela
Basta acreditar e tudo pode acontecer.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Struggling

Don’t look back
Run
Walk away
Take care of your body
Save your soul
You can only count on you
All the others have gone
Trust your instinct
Follow your dreams
And enjoy every moment
Until the last drop.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz