Paradigma Imaginário

Reprise

E partiram deste mundo descontentes estas almas que se foram com o vento. As ruas ficaram desertas, cinzentas e sujas. Um cheiro nauseabundo inundou a cidade.
Os bancos do jardim empestados de insetos e corroídos pelo medonho bicho da madeira ficaram vazios, desprovidos do sentimento dos que em neles já não se sentam.
Vê-se uma luz ténue ao longe, no horizonte. Avistam-se crianças de mãos dadas cantando. De todas as cores, de todas as formas, de todos os tamanhos crescem flores, árvores e plantas espalhadas por todo o mundo.
O amor renascera com a Primavera. Foi aclamado por todos este mágico sentimento. E, aconteça o que acontecer, perdurará para sempre!

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz