Porta

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Porta trancada
Toda escaqueirada
Porta fechada a sete chaves
Escrava de caprichos e necessidades
Porta usada, velhinha
Pequena e castanhinha
Porta com cadeado
Grande e codificado
Porta que apenas conhece sonhos
Os meus, os teus, os nossos
Porta que foge da realidade
E esconde a verdade
Porta redonda, quadrada
Que me acolhe quando estou cansada
Porta que rebenta, explode
Que apenas aguenta o que pode
Porta que ouve desaforos e gritaria
Que sofre com a minha correria
Porta da casa, do prédio, da mansão
A mais especial é a do meu coração.

Filipa Moreira da Cruz

6 réflexions sur “Porta

Les commentaires sont fermés.