Sem medo

Reprise

Photo : KaDDD

Quem tem medo não ama
Quem tem medo desanda
Quem tem medo esquece
Quem tem medo esmorece
Quem tem medo congela
Quem tem medo tagarela
Quem tem medo exclui
Quem tem medo não evolui
Quem tem medo condena
Quem tem medo ordena
Quem tem medo envelhece
Quem tem medo não esquece
Quem tem medo julga
Quem tem medo vira pulga
Quem tem medo agride
Quem tem medo não progride
Quem tem medo desespera
Quem tem medo não supera
Quem tem medo resiste
Quem tem medo apenas existe
Quem tem medo devora
Quem tem medo não chora
Quem tem medo refila
Quem tem medo exila
Quem tem medo desiste
Quem tem medo joga ao despiste
Quem tem medo balança
Quem tem medo não avança
Quem tem medo recusa-se a viver
Porque está sempre a sofrer.

Filipa Moreira da Cruz

2 réflexions sur “Sem medo

Les commentaires sont fermés.