A morte pode esperar

Reprise

A vida não corre, voa
E matamos o tempo à toa
Conversa fiada
Gentinha abusada
Pensamentos mesquinhos
Sentimentos reprimidos
Para quê?
O coração sente, mas não vê
E pouco adianta sonhar
Se nunca vamos acreditar
Que melhor é possível
Cada dia é imprevisível
Não basta querer
Temos que fazer acontecer
Viver é aqui e agora
Para a morte não há hora.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

8 réflexions sur “A morte pode esperar

Les commentaires sont fermés.