On my way home

On my way home I’m on demandI see the rainbow in the skyThe red crab is dancingAmong others, in the golden sand On my way home I have timeTo enjoy the beautiful landscapeAnd I cannot believeMother nature has blessed me On my way home I just breatheThe salted water on my hairThe seaweed cracking belowLire la suite « On my way home »

Promenade en famille

Céu rosa, laranja e violetaDiapasão nas asas de uma borboletaMar imenso e azulRelva verde mais ao sulAbraçar uma árvore, respirar fundoNão penso perder nem um segundoUm olhar, uma gargalhadaA vida é feita de tudo e de nada. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

De geração em geração

Enquanto o menino olha pela janela e sonha em ser ave, flor ou raposa a professora ordena:– João, faz a lição!Ele regressa ao i esguio e arrebitado, desejando estar lá fora, do outro lado.O João cresceu e cortaram-lhe as asas. Esmoreceu.Em família de doutores e engenheiros ser amigo de bicho está fora de questão!Casou, teveLire la suite « De geração em geração »

À contresens

On court, on court, on courtAprès qui? Après quoi? Nul ne sait!On gagne, on dépense, on jette, on gaspilleOn écrase, on efface, on renie, on oublie Le temps nous échappeLa famille et les amis sont que des souvenirsD’abord le travail, il faut arriver en premierC’est une course contre la montreOn a tous peur de neLire la suite « À contresens »

Paris, mon amour

Cidade luz, capital do amor e do sublimeNem sei por onde começar porque não quero que termineFoste casa, brindaste-me com amigosAh e viste nascer os meus filhos!Sempre que penso em ti fico desamparadaEste namoro dura há anos e eu sem ti sou quase nada. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Une histoire simple

Théo a 8 ans, mais il est bien plus mature que certains enfants de son âge. Il ne croit pas au père Noël ni aux contes de fées. D’ailleurs, très tôt, il a su que tout cela a été inventé par des adultes qui refusaient de grandir. Bien-sûr, il n’ose pas partager ces arguments avecLire la suite « Une histoire simple »

O meu bairro

Saint-Servan, praia Bas Sablons, torre SolidorO meu bairro é mágico e especialAreia dourada, água esmeraldaDo dia para a noite a paisagem muda de corJogo de contrastes Espelho de segredos. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Porto como te quero

Cidade invicta, no norte de PortugalGente autêntica, acolhedora e naturalNo Porto sinto-me em casa, embora não gostem que diga que sou alfacinhaGuardo o segredo porque sei que também és minha. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Saint-Malo

Cité corsaire de onde saiu Jacques Cartier para o CanadáLugar que acolhe quatro estações num diaPraia que invade a cidadeOu cidade que engole a praiaBarcos que chegam e que partemPensei estar de passagemMas quando dei por mim já lhe chamava casa Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer