Raíces

Me miras y tiembloMe tocas y vaciloSin ti me muero a fuego lentoContigo no estoy tranquiloBusco mi caminoNo encuentro La paz de espírituNecesito tranquilidadY saber la verdad¿Quien soy?¿De dónde vengo?Quiero estar a solasY soltar mis alasLibertame de tus prejuicios¡Te ruego, dejame volar! Filipa Moreira da Cruz Photos: Filipa Moreira da Cruz

El principio del fin

Una amplia sonrisa Un olor familiarUna caricia escondidaUn paseo a orillas del marUn beso fugazAmor a fuego lentoYo me quedo y tu te vasUn perfecto incompletoAsi soy yo cuando tu no estás Dos caminos cruzadosNo más portazos ¡Jamás!Nuestros espíritus separadosEn el mismo cuerpoDos cabezas, cuatro piernasEstoy agotado, no puedo másMi corazón roto, aguenta tus penas¿ValeLire la suite « El principio del fin »

Dúvidas

É difícil ter certezas quando se fala das razões do coração. Antonio Tabucchi Será que vai correr tudo bem?Ficaremos juntos, outra vezÉ importante dar valor ao que se temProeza que não é para todosE exige um grande esforço de desapegoSerá que celebraremos o amor?Com abraços, beijos e aconchegoSerá que devemos lutar pelas nossas crenças?Juntos, somosLire la suite « Dúvidas »

Asas de Papel

Vive aqui e agoraArranca as folhas desse livroSem sequer lhes tocaresEscreve a tua históriaCheira a fragrância da naturezaAtira bem alto o teu medoQue teima em perseguir-teAceita que a vida é uma supresaDeixa-te envolver Pelo de mais belo te rodeiaE voa. Voa do cimo desse monteTens alguma ideia?Já conquistaste os teus sonhosUma aventura de mil eLire la suite « Asas de Papel »

Paradoxo

Às vezes, julgo-me fútilOutras, nem por issoPor vezes, imagino-me imortalOutras, apetece-me fechar os olhosE partir… para bem longeAlgumas vezes, pretendo alcançar tudoOutras, limito-me a agarrarO que está aqui ao ladoPoucas vezes, penso em mimOutras, não há espaço para tiRaras vezes, resisto à tentaçãoOutras, impeço-te de ser felizÀs vezes, penso que sou especialOutras, apercebo-me que valhoLire la suite « Paradoxo »

Diz-me o que vês

Diz-me o que vêsNão, não digas Esses teus olhos não mentemSão puros e transparentesDeixa-me sonhar, entrar dentro de tiTrespassar a tua alma sem fimDois corpos, um único espírito Diz-me o que vêsNão, não digas Sozinha, caminhoPor entre as trevas do passadoPercorro trilhos perdidosAté atingir a felicidadeAh, grande momento este! Diz-me o que vêsNão, não digasLire la suite « Diz-me o que vês »

Some of my favourite words

Mãe, amor, vida, chá, poesia, saudade, amizade, paz, emoção Adeus, fábula, magia, silêncio, gratidão, fadas, nós, solidãoResiliência, sabedoria, fé, crescer, mar, primavera, imensidão Bonheur, amour, spirale, coquillage, doux, mer, nous, tendresseChuchoter, câlin, poème, joie, paix, merveille, éveil, souplesseEnfant, lassitude, souffle, papillon, frisson, chocolat, caresse Cosquillas, sueño, risa, magia, corazón, huella, melodía, amistadLluvia, olvidar, aurora, mariquita,Lire la suite « Some of my favourite words »

El amor

¿Qué es el amor?¿Me puedes decir?Es sentir frio y calorTener ganas de llorar y reírEs la primavera en inviernoSer arropado en ese abrazo tiernoTodos los días son una fiestaNo comemos ni echamos una siestaNo tenemos hambre ni estamos cansadosEstamos enamoradosEs la mirada de una madre a su hijoEs querer estar siempre contigoAmar es existirAmar esLire la suite « El amor »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer