Ser Criança

Quero ser outra vez criança!Rebolar na relva e esfarrapar as calçasComer diretamente do pote e besuntar a bocaAcreditar nas fadas e nos duendesTer um amigo especial, invisível e mágicoPara proteger-me dos monstros que me atormentam Quero ser outra vez criança!Fazer trinta por uma linha e pintar a manta todaDesenhar um arco-íris do tamanho do mundoAbraçarLire la suite « Ser Criança »

Dia da Criança

Depus a máscara e vi-me ao espelho.Era a criança de há quantos anos.Não tinha mudado nada…É essa a vantagem de saber tirar a máscara.É-se sempre a criança,O passado que foiA criança.Depus a máscara, e tornei a pô-la.Assim é melhor,Assim sem a máscara.E volto à personalidade como a um términus de linha. Álvaro de Campos –Lire la suite « Dia da Criança »

Mãe

Mãe solteira, mãe casadaMãe viúva ou divorciada Mãe leoa, mãe galinhaMãe corajosa como a minha Mãe alheia, mãe ausenteMãe amiga, sempre presente Mãe cansada, mãe distanteMãe frustrada e hesitante Mãe espancada, abandonadaMãe forte e recuperada Mãe adúltera e egoístaMãe enganada, mas pacifista Mãe flor, mãe fruto, mãe oceanoMãe sem pudor que deixa a nódoa cairLire la suite « Mãe »

Celebrar o amor é celebrar a vida

A 14 de fevereiro celebra-se o São Valentim em quase todo o mundo. Existem, pelo menos, três versões em volta desta festa. Partilho a que se dedica à história do padre de Terni que viveu no século III e opôs-se às ordens de Cláudio II. Segundo a lenda, o imperador decidiu proibir todas as uniõesLire la suite « Celebrar o amor é celebrar a vida »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer