A porta do paraíso

A vida é feita de escolhasE nossas cúmplices são as folhasOnde escrevemos a nossa históriaCada dia na Terra é uma vitória Segue o teu caminho que eu seguirei o meuProtegida pela natureza e o azul do céu Quero viver em paz com a minha consciênciaOu numa constante penitência?Prefiro a empatia e a modéstiaOu vendo-me aoLire la suite « A porta do paraíso »

Sem medo

Quem tem medo não amaQuem tem medo desandaQuem tem medo esqueceQuem tem medo esmoreceQuem tem medo congelaQuem tem medo tagarelaQuem tem medo excluiQuem tem medo não evoluiQuem tem medo condenaQuem tem medo ordenaQuem tem medo envelheceQuem tem medo não esqueceQuem tem medo julgaQuem tem medo vira pulgaQuem tem medo agrideQuem tem medo não progrideQuem temLire la suite « Sem medo »

Dérision

J’ai une étrange sensation de déjà-vuQui accompagne l’eternelle déformation D’une réalité désossée Les gens manquent de délicatessePourvu que la défaiteNe devienne pas un désarroiSinon le détachementConduira au désespoir Il y aura un décalageEntre le devoir et le dégoûtMais, j’attends toujours le dépaysementQui me fera accepter des véritables défisDans le cas contraire, arrivera la démence Allez,Lire la suite « Dérision »

Jogo de sombras

Mau da fitaVagabundoSem eira nem beiraZé ninguémQuebra coraçõesPobre diaboVira casacasZero à esquerdaDesmancha prazeresManipulador de emoçõesPerseguidor de sombrasSugador de energiaChegouViuUsouVenceuAbusouDeitou foraPerdeuFugiuFim da história. Filipa Moreira da Cruz

O meu bairro

Saint-Servan, praia Bas Sablons, torre SolidorO meu bairro é mágico e especialAreia dourada, água esmeraldaDo dia para a noite a paisagem muda de corJogo de contrastes Espelho de segredos. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer