Juicy feelings

Depois da tempestade vem a bonançaSem a monotonia não haveria mudançaA chuva limpa o corpo e a almaTrazendo resiliência e calmaQuando termina a dor chega a felicidadeSem a mentira fica a verdadeApós a infância chega a velhiceMas antes fazemos muitas tolicesFelizmente!Sempre! Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Jogo cromático

Verde é a minha esperança Num mundo mais justoAzul são os sonhos infinitos No céu que abraça as nuvensVerde é a felicidade de rebolar na relvaNum dia de PrimaveraAzul é o desejo de ternuraComo o mar que embala os barcosVerde é a resiliência necessária Para seguir em frenteAzul é a alma melancólica Nos dias deLire la suite « Jogo cromático »

O céu (não) pode esperar

A morte parece menos terrível quando se está cansado. Simone de Beauvoir Após ter visto uma reportagem, há muito tempo, num quarto de hotel em Estocolmo escrevi: É bem minha esta cabeça que, um dia, riu, chorou, amou, sonhou. Mas deixou de ser meu este corpo podre e sem vida. Sim, sem vida! O espírito,Lire la suite « O céu (não) pode esperar »

Asas quebradas

O anjo voa, embora não tenha asas.Quando a exaustão chega, adormece com a cabeça nas nuvens, ignorando as fortes brasas que lhe queimam os pés.O seu corpo é um imenso mar azul.A sua alma é dourada e leve como a areia da praia num dia de Verão.Não sente calor nem frio.Desconhece a fome e aLire la suite « Asas quebradas »

Alma

Ó alma desgarradaQue andas por aí à solta.Tropeçando nos desvarios de tanta gente louca. Arranca-me deste corpo,Eu a ti já não pertenço.Quero sobrevoar o mundoPara visitar o que já não conheço. Tristes aqueles que sabem tudoE mais infelizes ainda os que não querem ver.O universo é infinito, mas o fim está tão perto… No deserto,Lire la suite « Alma »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer