Silêncio

Tenho que aprender a ficar caladaA abrir a boca e não dizer nadaPreciso de fazer um esforçoPara que o silêncio seja o meu reforçoChega de fala barato!A vida não é sempre desacatoQuero ser luz na escuridãoE saber dizer nãoOuvir duas vezes e falar a metadeÉ essa a verdadeira liberdadeA natureza tem sempre razãoMas o serLire la suite « Silêncio »

Grito do Ipiranga

O homem nasceu livre e por toda a parte vive acorrentado. Jean-Jacques Rousseau Sonho em prosaEscrevo em versoA vida nem sempre é rosaE o cérebro é perversoMisturo línguasConfundo expressõesOs nervos à flor da peleContrariam as minhas emoçõesCansei-me de pedir licença para existirFartei-me de caminhar nas pontas dos pésSapatinhos de lã invisíveisJá não quero falar baixinhoLire la suite « Grito do Ipiranga »

Escrever certo por linhas tortas

Por vezes sou mal interpretadaLêem-me os pensamentos de forma erradaNão decifram em que me aplicoNem identificam o que comunicoMas isso pouco importa!Até o Todo Poderoso escreve certo por linha tortaE eu não pretendo ser Deus (obviamente!)Mas protejo os meusSempre! Filipa Moreira da Cruz

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer