Silêncio

Tenho que aprender a ficar caladaA abrir a boca e não dizer nadaPreciso de fazer um esforçoPara que o silêncio seja o meu reforçoChega de fala barato!A vida não é sempre desacatoQuero ser luz na escuridãoE saber dizer nãoOuvir duas vezes e falar a metadeÉ essa a verdadeira liberdadeA natureza tem sempre razãoMas o serLire la suite « Silêncio »

Beco sem saída

Estou num beco sem saídaEncurralada entre quatro paredesCaminho num túnel sem luzE a solidão é a minha única companhia Tu crias a tua melodiaTu voas com as tuas próprias asasTu pintas o teu quadro Certas palavras são carícias para os ouvidosOutras apenas ruídoTu escolhes as que queres ouvir Há gestos que curam as feridas maisLire la suite « Beco sem saída »

A história do Senhor Não

Era uma vez um homem carrancudo, sisudo, mal humorado. Comum, banal, igual a tantos outros. Carrageva o mundo nos ombros e as suas pernas começavam a fraquejar. Vestia-se de preto porque a vida não estava para outras cores. Este homem tinha uma particularidade capaz de o distinguir de todos os outros seres humanos: dizia sempreLire la suite « A história do Senhor Não »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer