Grito do Ipiranga

O homem nasceu livre e por toda a parte vive acorrentado. Jean-Jacques Rousseau Sonho em prosaEscrevo em versoA vida nem sempre é rosaE o cérebro é perversoMisturo línguasConfundo expressõesOs nervos à flor da peleContrariam as minhas emoçõesCansei-me de pedir licença para existirFartei-me de caminhar nas pontas dos pésSapatinhos de lã invisíveisJá não quero falar baixinhoLire la suite « Grito do Ipiranga »

Pés no chão, cabeça nas nuvens

Admiro essa tua capacidadePara enfrentar a verdadeA qualquer preçoCom zelo e sem adereço Quando perco o chãoDás-me um abanãoColocas-me de péDevolves-me a fé O meu corpo habita o teu planetaMas os meus sonhos vivem noutro cometaA minha razão une-se à tuaO espírito é teimoso e vive na lua Tu és pacienteVives o instante presenteEu souLire la suite « Pés no chão, cabeça nas nuvens »

Novo mundo

Bem-vindo à “nova normalidade”! Quer ir dar um mergulho no mar? Não há problema! Basta tirar a senha e esperar pela sua vez! Se preferir, fazer um piquenique no parque ou no jardim do bairro, não há nada mais simples! Coma, beba, converse e vigie as crianças de pé porque os bancos são apenas decorativosLire la suite « Novo mundo »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer