Sentir a vida

Tem cor a tristeza?Tem cheiro a solidão?Tem sabor a beleza?Tem melodia a gratidão?Tem princípio a mudança?Tem fim a saudade?Tem sentido a vingança?Tem mérito a realidade?Tem saída o labirinto?Tem janela o coração?Tem importância o que sinto?Tem brisa o dia de Verão?Tem alma a dor?Tem asas a vitória?Tem corpo o pudor?Tem lógica esta história? Filipa Moreira daLire la suite « Sentir a vida »

Cheira a vida!

A que cheira o mar?A que cheira a fruta do pomar?A que cheira a terra molhada?A que cheira a rosa mais perfumada?A que cheira o bosque?A que cheira o gelado comprado no quiosque?A que cheira o fogo das chamas?A que cheira o bebé que tanto amas?A que cheira o carvão?A que cheira o sangue queLire la suite « Cheira a vida! »

Palabras en el aire

Hay palabras que son cariciasSuaves y tiernasUn bálsamo para el almaOtras son espinas de rosasY nos lastiman el corazónHay palabras que abren ventanasNos hacen volarOtras cierran puertas Bajo candado y llaveHay palabras que son dulcesComo las fresas madurasOtras son más ácidas que el limónHay palabras que construyen puentesEstrechan caminos y ríosOtras dibujan fronteras Que soloLire la suite « Palabras en el aire »

Norte e Sul

Norte e sulEste ou oesteDe cima para baixoSol e chuvaVento e calorAntípodas meteorológicosVerão ou InvernoSeca ou dilúvioCaprichos da NaturezaYin e yangEsquerda e direitaLados opostos Praia ou campoMontanha ou planícieEscolhas ocasionaisEstrada ou trilhoAvenida ou ruelaCaminhos cruzadosRiso ou choroTristeza ou alegriaSentimentos conturbadosPrincípio e fimVida e morteNascimento e despedida. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira daLire la suite « Norte e Sul »

Vermelhão

Vermelho de raiva ou de vergonhaDe amor ou de paixãoVermelho esquivo e incerto Que desafia o coraçãoVermelho solto e livreDe correrias e contratemposVermelho ousado e provocadorQue entra na dança sem ser convidadoVermelho de mágoa e de rancorLibertino e ousadoVermelho vivo quando estás zangadoPintado a tinta ou a lápisVermelho que à vida dá corE combate aLire la suite « Vermelhão »

Partidas e Chegadas

Estação de comboio ou aeroportoAzáfama, confusãoDo meio de transporte não me ocupoViajo com o coraçãoDespedidas, abraçosSaudades e solidãoFotografias e retratosSão fonte de inspiraçãoRecordar é viverMas a vida não é um episódio abstratoAs memórias ajudam-nos a serViajantes no tempo e no espaço. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Três noites e dois dias

Desta vez, nem tive tempo de abraçar a minha Lisboa. Acabada de aterrar, fui para Tomar, a cidade que os meus pais escolheram para viver depois de mais de 60 anos na capital. O calor abrasador baralhou-me o discurso. Nem para falar tinha energia. Já não me lembrava do que eram 42°C à sombra! ALire la suite « Três noites e dois dias »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer