Casa

Quem constrói a casa não é quem a ergueu mas quem nela mora.

Mia Couto

Uma casa morre, se não é habitada com amor.

Mia Couto

A janela: não é onde a casa sonha ser mundo?

Mia Couto

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Portas

Porta aberta
Porta fechada
Porta castanha
Porta encarnada
Porta moderna
Porta antiquada
Porta velha
Porta envernizada
Porta orgulhosa
Porta desprendida
Porta vaidosa
Porta ferida
Porta do fundo
Porta de entrada
Porta para o mundo
Porta para a vida.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Berço de Portugal

Reprise

D. Afonso Henriques prometeu e cumpriu
Daria aos portugueses o que era seu
Por amor à pátria derrotou a própria mãe
Também destes feitos um país tem
1128 ficará para sempre na História
E a vitória de S. Mamede não se apaga da memória
Aqui nasceu Portugal…
Guimarães.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Passeio matinal

Reprise

Uma brisa, um sussurro
Uma ave, um murmuro
Maré cheia, praia inundada
Saio de casa pela calada
O céu cinzento não me assusta
Ainda não chove e estou enxuta
Saint-Malo no seu esplendor
Quando a paisagem muda de cor.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Sonhos (im)possíveis

Difícil é saber de frente a tua morte
E não te esperar nunca mais nos espelhos da bruma.

Sophia de Mello Breyner

Ali vimos a veemência do visível
O aparecer total exposto inteiro
E aquilo que nem sequer ousáramos sonhar
Era o verdadeiro.

Sophia de Mello Breyner

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Janeiro

Janeiro chegou
Áspero
Austero
Agridoce
Altivo
Janeiro instalou-se
Malancólico
Bucólico
Simbólico
Diabólico
Janeiro permanece
Preguiçoso
Doloroso
Chuvoso
Nervoso.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Berço de Portugal

D. Afonso Henriques prometeu e cumpriu
Daria aos portugueses o que era seu
Por amor à pátria derrotou a própria mãe
Também destes feitos um país tem
1128 ficará para sempre na História
E a vitória de S. Mamede não se apaga da memória
Aqui nasceu Portugal…
Guimarães.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Passeio matinal

Uma brisa, um sussurro
Uma ave, um murmuro
Maré cheia, praia inundada.
Saio de casa pela calada
O céu cinzento não me assusta
Ainda não chove e estou enxuta
Saint-Malo no seu esplendor
Quando a paisagem muda de cor.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz