Nostalgia do futuro

Ai se eu soubesseSer sol e luaCéu e marAi se eu soubesseFazer tudo sem pressaBem devagarAi se eu soubesseApagar as chamas do mundoCom garra e genicaAi se eu soubesseTransformar o planeta azul num segundoNo doce lar que nos abrigaAi se eu soubesseLidar com as saudadesSem dor nem tristezaAi se eu soubesseDar a volta às dificuldadesComLire la suite « Nostalgia do futuro »

Uma casa como a minha

Casa é calma e aconchego?Nem sempreHá casas que são desasossegoE distraem a menteLar doce lar?AlgumasNoutras é um inferno lá morarDuvidas?Queres entrar?Bonita e sofisticada por foraQuando entras, sonhas em ir-te emboraOs que lá moram choram em silêncioDa violência fazem um convênioPrefiro a minha casinhaSimples e pequeninaEm cada canto, respira-se magiaE todos os dias são uma alegria.Lire la suite « Uma casa como a minha »

A minha casa é uma prisão

A minha casa é uma prisãoBonita, sofisticada, ordenada.Com toalhas de linho, loiça de porcelana e copos de cristal.Com gente elegante e educada.– As crianças? Não as ouço…– Não se preocupe, não há alvoroço. A minha casa é uma prisãoNumas águas furtadas com uma vista deslumbrante E um gato sempre a brincar.16 metros quadrados para dormir,Lire la suite « A minha casa é uma prisão »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer