Paris, mon amour

Reprise

Cidade luz, capital do amor e do sublime
Nem sei por onde começar porque não quero que termine
Foste casa, brindaste-me com amigos
Ah e viste nascer os meus filhos!
Sempre que penso em ti fico desamparada
Este namoro dura há anos e eu sem ti sou quase nada.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Manto branco

Reprise

Um fino véu branco cobriu o mundo
Enquanto dormiamos um sono profundo
Ruas, vilas, prédios, objetos, casas
Planícies, montanhas, rios, estradas
Todas as outras cores são uma ilusão
Existem apenas na nossa imaginação
Branca é a vida e a esperança
De branca se veste a confiança
Num planeta mais humano
Onde o divino beija o profano
Brancas são também as questões
Fruto das nossas constantes reflexões
E brancas serão talvez as propostas
Se não nos empenharmos em encontrar respostas.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz, KaDDD e Paul Laurent Bressin

Neve em Saint-Malo

Reprise

Saint-Malo vestiu-se de branco
E recebeu-nos envolta no seu manto
Coisa rara numa cidade que, por uma vez
Não vive ao ritmo das marés
Prefiro o sol, o calor e o mar
Mas fazer o quê? Aproveitar!

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Manto branco

Um fino véu branco cobriu o mundo
Enquanto dormiamos um sono profundo
Ruas, vilas, prédios, objetos, casas
Planícies, montanhas, rios, estradas
Todas as outras cores são uma ilusão
Existem apenas na nossa imaginação
Branca é a vida e a esperança
De branca se veste a confiança
Num planeta mais humano
Onde o divino beija o profano
Brancas são também as questões
Fruto das nossas constantes reflexões
E brancas serão talvez as propostas
Se não nos empenharmos em encontrar respostas.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz, KaDDD et Paul Laurent Bressin

Neve em Saint-Malo

Saint-Malo vestiu-se de branco
E recebeu-nos envolta no seu manto
Coisa rara numa cidade que, por uma vez
Não vive ao ritmo das marés
Prefiro o sol, o calor e o mar
Mas fazer o quê? Aproveitar!

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Paris, mon amour

Cidade luz, capital do amor e do sublime
Nem sei por onde começar porque não quero que termine
Foste casa, brindaste-me com amigos
Ah e viste nascer os meus filhos!
Sempre que penso em ti fico desamparada
Este namoro dura há anos e eu sem ti sou quase nada.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz