Inverno que parece Outono

Caminhamos descalços e de mãos entrelaçadasNum ritmo lento e desenfadadoMarcamos passo nesse chão suaveSob um manto de folhas secas. Sem pressa, desacelaramos o tempoE pedimos ao coração que abrandeMais um sorriso, um beijo, um abraçoUm carícia, um aconchego, um olhar. E o silêncioProfundo e inquietanteAtormenta os que não sabem escutarO mar, as núvens, a terraLire la suite « Inverno que parece Outono »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer