Êxtase da vida

Reprise

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Todos os dias acordo
Deambulando nos meus sonhos
Que partilho com o meu amigo
Arrebatador, secreto, fiel

O espírito empurra-me
Por entre as labaredas do passado
Que me perseguem e arrastam
Para essa constante saudade

As trevas da escuridão
As estrelas da noite clara
São confidentes nas horas divididas
Entre o cansaço e a insónia

Tantas vezes hesitei
Lamentei lágrimas
Escondi frustrações
Desafiei monstros

O coração é o único contentamento
O músculo que me mantém viva
Por fora sou ligeireza
Por dentro sou discernimento.

Filipa Moreira da Cruz

Pés no chão, cabeça nas nuvens

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Admiro essa tua capacidade
Para enfrentar a verdade
A qualquer preço
Com zelo e sem adereço

Quando perco o chão
Dás-me um abanão
Colocas-me de pé
Devolves-me a fé

O meu corpo habita o teu planeta
Mas os meus sonhos vivem noutro cometa
A minha razão une-se à tua
O espírito é teimoso e vive na lua

Tu és paciente
Vives o instante presente
Eu sou lunática
E nervosamente pragmática

Juntos, percorremos o mundo
Ah, grande momento de felicidade!
E o que parece uma eternidade
Não passa de um breve segundo.

Filipa Moreira da Cruz

Dúvidas

É difícil ter certezas quando se fala das razões do coração.

Antonio Tabucchi
Photo : Filipa Moreira da Cruz

Será que vai correr tudo bem?
Ficaremos juntos, outra vez
É importante dar valor ao que se tem
Proeza que não é para todos
E exige um grande esforço de desapego
Será que celebraremos o amor?
Com abraços, beijos e aconchego
Será que devemos lutar pelas nossas crenças?
Juntos, somos mais fortes
Sem rancor nem desavenças
Será que vamos sarar as feridas do coração?
Tentar, não custa
Basta dar asas à fantasia
E abandonar, por um momento, a razão
Será que estaremos aqui amanhã?
Isso, ninguém sabe
Aproveitemos cada instante
Sem medo de despertar de manhã.

Filipa Moreira da Cruz

Quando a Primavera chegar

É difícil ter certezas quando se fala das razões do coração.

Antonio Tabucchi
Photo : Paul Laurent Bressin

Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou aqui estar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou ser capaz de perdoar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que estarei pronta para amar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou querer desfrutar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou acreditar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou mudar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que dos outros vou cuidar
Se a Primavera não chegar
Talvez eu queira migrar.

Filipa Moreira da Cruz

Êxtase da vida

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Todos os dias acordo
Deambulando nos meus sonhos
Que partilho com o meu amigo
Arrebatador, secreto, fiel

O espírito empurra-me
Por entre as labaredas do passado
Que me perseguem e arrastam
Para essa constante saudade

As trevas da escuridão
As estrelas da noite clara
São confidentes nas horas divididas
Entre o cansaço e a insônia

Tantas vezes hesitei
Lamentei lágrimas
Escondi frustrações
Desafiei monstros

O coração é o único contentamento
O músculo que me mantém viva
Por fora sou ligeireza
Por dentro sou discernimento.

Filipa Moreira da Cruz

Quando a Primavera chegar

Photo : Paul Laurent Bressin

É difícil ter certezas quando se fala das razões do coração.

Antonio Tabucchi

Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou aqui estar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou ser capaz de perdoar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que estarei pronta para amar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou querer desfrutar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou acreditar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que vou mudar
Quando a Primavera chegar
Eu sei que dos outros vou cuidar
Se a Primavera não chegar
Talvez eu queira migrar.

Filipa Moreira da Cruz

Pés no chão, cabeça nas nuvens

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Admiro essa tua capacidade
Para enfrentar a verdade
A qualquer preço
Com zelo e sem adereço

Quando perco o chão
Dás-me um abanão
Colocas-me de pé
Devolves-me a fé

O meu corpo habita o teu planeta
Mas os meus sonhos vivem noutro cometa
A minha razão une-se à tua
O espírito é teimoso e vive na lua

Tu és paciente
Vives o instante presente
Eu sou lunática
E nervosamente pragmática

Juntos, percorremos o mundo
Ah, grande momento de felicidade!
E o que parece uma eternidade
Não passa de um breve segundo.

Filipa Moreira da Cruz

Dúvidas

Photo : Filipa Moreira da Cruz

É difícil ter certezas quando se fala das razões do coração.

Antonio Tabucchi

Será que vai correr tudo bem?
Ficaremos juntos, outra vez
É importante dar valor ao que se tem
Proeza que não é para todos
E exige um grande esforço de desapego
Será que celebraremos o amor?
Com abraços, beijos e aconchego
Será que devemos lutar pelas nossas crenças?
Juntos, somos mais fortes
Sem rancor nem desavenças
Será que vamos sarar as feridas do coração?
Tentar, não custa
Basta dar asas à fantasia
E abandonar, por um momento, a razão
Será que estaremos aqui amanhã?
Isso, ninguém sabe
Aproveitemos cada instante
Sem medo de despertar de manhã.

Filipa Moreira da Cruz