Castelos na areia

Fim de tarde na praiaLongo dia de VerãoO frio mantém-se à raiaAdoro esta estação!O mar muda de corSeguindo caprichos misteriososQue não conhecem medo nem rancorSábios são os que abrem os olhosA natureza obedece a leisQue apenas ela conheceE os humanos são reisA quem ela finge que obedeceAs crianças fazem castelos na areiaCoitados dos adultos queLire la suite « Castelos na areia »

Arco íris de emoções

Balões, serpentinas, músicaFachadas coloridasE o sol a espreitar pela janelaA vida é uma festa!Crianças a correrGargalhadas estridentesIdosos sem dores nem mazelasA vida é bela!Vento suave e chuva miudinhaQue refrescam num dia quente de VerãoCopos a transbordar de vinho aveludadoEnchem de cor as esplanadasA vida é deliciosa! Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira daLire la suite « Arco íris de emoções »

Happy!

Férias de sonho entre vinhedos e castelosMomentos inesperados acolhidos com emoçãoDias longos e quentesTivemos o sol como eterno companheiroEsqueci-me das chatices da vidaE na rotina nem quis pensarNão houve espaço para a tristezaApenas instantes eternosRecheados de gargalhadas Partilha e cumplicidadeGratidão. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Três noites e dois dias

Desta vez, nem tive tempo de abraçar a minha Lisboa. Acabada de aterrar, fui para Tomar, a cidade que os meus pais escolheram para viver depois de mais de 60 anos na capital. O calor abrasador baralhou-me o discurso. Nem para falar tinha energia. Já não me lembrava do que eram 42°C à sombra! ALire la suite « Três noites e dois dias »

Serenidade

Percorro as ruas desertas da cidadeUm templo de paz e de serenidadeSubo colinas, ruelas e muralhasLiberto-me das minhas antranhas Abrigo-me nas suas artériasQuem me dera regressar a estas férias!Os jardins estão imaculadamente Limpos e ordenadosSilêncio, que se vai cantar o fado?Sinto falta do barulho, da confusãoNão sou capaz de ouvir o meu coraçãoSonho ou realidade?PoucoLire la suite « Serenidade »

Saudades

Saudade do VerãoSaudade do cri cri dos grilosSaudade do reboliço e da confusãoSaudade de comer figosSaudade do sol e do calorSaudade de ser criançaSaudade de ignorar a dorSaudade de não perder a esperançaSaudade de ontem, de hoje e de amanhãSaudade dos amigos e da famíliaSaudade de preguiçar de manhãSaudade de viver sem controlo nem vigíliaSaudadeLire la suite « Saudades »

Verão em cheio!

Uma portuguesa, uma mexicana, uma “inglesa” e um francês. Juntos, na mesma casa, durante 7 dias, com vários membros da minha família portuguesa. Parece o início daquelas anedotas que contávamos na escola, mas não é. Apesar de termos partilhado muitas gargalhadas. Uma semana de férias no paraíso. Dolce far niente em terras lusas debaixo deLire la suite « Verão em cheio! »

Golf du Morbihan

Confinados, mas sem amarguraDecidimos partir à aventuraDescobrir outras terras e outras gentesSem sair da nossa regiãoRespeitamos as regras e desafiamos a tradiçãoDesta vez, não fomos à terrinha. Optamos pela sensatezPortugal, fica para uma próxima vez. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Já cheira a Verão!

Boas notícias para todos os que sonham com as tão desejadas férias grandes! Reabertura das fronteiras terrestres e aéreas, praias com socorrista, semáforos, zonas delimitadas e bandeira azul. Esplanadas prontas para receber turistas ávidos de cerveja, tremoços, caracóis, sardinhas e bolas de Berlim. Filas intermináveis nas estradas que serpenteiam o país e gasolina a preçosLire la suite « Já cheira a Verão! »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer