Cheira a vida!

A que cheira o mar?A que cheira a fruta do pomar?A que cheira a terra molhada?A que cheira a rosa mais perfumada?A que cheira o bosque?A que cheira o gelado comprado no quiosque?A que cheira o fogo das chamas?A que cheira o bebé que tanto amas?A que cheira o carvão?A que cheira o sangue queLire la suite « Cheira a vida! »

Sin miedo

La vida no es un problema a ser resuelto, es una realidad a experimentar. Soren Kierkegaard El sol se duerme… despacioOtro día que terminaY nosostros seguimos vivos ¿Qué vendrá mañana?¡Ni idea!La vida es una aventuraY yo estoy lista para abrazarla. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Norte e Sul

Norte e sulEste ou oesteDe cima para baixoSol e chuvaVento e calorAntípodas meteorológicosVerão ou InvernoSeca ou dilúvioCaprichos da NaturezaYin e yangEsquerda e direitaLados opostos Praia ou campoMontanha ou planícieEscolhas ocasionaisEstrada ou trilhoAvenida ou ruelaCaminhos cruzadosRiso ou choroTristeza ou alegriaSentimentos conturbadosPrincípio e fimVida e morteNascimento e despedida. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira daLire la suite « Norte e Sul »

Partidas e Chegadas

Estação de comboio ou aeroportoAzáfama, confusãoDo meio de transporte não me ocupoViajo com o coraçãoDespedidas, abraçosSaudades e solidãoFotografias e retratosSão fonte de inspiraçãoRecordar é viverMas a vida não é um episódio abstratoAs memórias ajudam-nos a serViajantes no tempo e no espaço. Filipa Moreira da Cruz Photos : Filipa Moreira da Cruz

Morte certa, mas sem hora marcada

A minha irmã avisou-me e eu pensei estar preparada. Enganei-me. E o choque foi imenso quando vi a minha mãe (ainda jovem e cheia de vida) tão magra e debilitada, deitada na cama do hospital. Parecia uma boneca de porcelana, com a tez esbranquiçada e o corpo mirrado. Ou um copo de cristal que, sóLire la suite « Morte certa, mas sem hora marcada »

Depende

Dizem que a água não tem sabor nem cheiroDepende…Dizem que os rios vão dar ao marDepende…Dizem que depois da vida só há morteDepende…Dizem que quando o sol dorme a lua despertaDepende…Dizem que um dia somos crianças e, de repente, chegamos a velhosDepende…Dizem que depois da tempestade vem a bonançaDepende…Dizem que ninguém morre por amorDepende…Dizem queLire la suite « Depende »

Quem disse…?

Quem disse que a água não tem sabor?Que o silêncio não se ouve?E que tudo tem cheiro?Quem disse que a relva é verde?Que o céu é azul ou cinzento?E que as nuvens são brancas?Quem disse que sucesso é ter dinheiro?Que não fazer nada é preguiça?Que solidão é estar só?Quem disse que o amor não dói?Lire la suite « Quem disse…? »

Janela indiscreta

De minha janelaA vista é singelaOiço assobios de pássarosColeciono pedaçosCheiro a fragrância da PrimaveraAnseio pela doce esperaDa minha janelaA história é digna de uma novelaUm vaivém de genteTodos seguem a correnteUm rodopio, uma azáfamaFocos, luz e famaDa minha janelaA vida é terna e belaO mar está sempre presenteE eu sou a sua confidente O solLire la suite « Janela indiscreta »

O céu (não) pode esperar

A morte parece menos terrível quando se está cansado. Simone de Beauvoir Após ter visto uma reportagem, há muito tempo, num quarto de hotel em Estocolmo escrevi: É bem minha esta cabeça que, um dia, riu, chorou, amou, sonhou. Mas deixou de ser meu este corpo podre e sem vida. Sim, sem vida! O espírito,Lire la suite « O céu (não) pode esperar »

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer