FAMILLE

Des fous rires, des pleurs
De la joie et du bonheur
On aime, on donne, on partage
Chaque jour est un voyage
On tombe et on se remet sur pied
Nous sommes de vrais coéquipiers
On s’accroche à l’espoir
Car on a envie d’y croire
Que le meilleur reste à venir
Et on l’attend avec un grand sourire!

Filipa Moreira da Cruz

F.A.M.I.L.Y.

F amily always comes first
A ll together we reach the stars
M oments to be cherished and shared
I incandescent faith and hope
L et go of your fears and be happy
Y ielding ties and connecting every day.

Filipa Moreira da Cruz

Dia Internacional da Família

Pai, mãe, filho
Avô, avó, primo
Tio, tia, cunhado
O importante é ser amado
A dois, a três
A cinco ou a dez
Família tradicional ou recomposta
O que importa?
Todos cabem no nosso coração
Família é amor, partilha e união
Alegrias, tristezas
Dúvidas, certezas
Dar e receber
Família é viver!

Filipa Moreira da Cruz

Jeopardy

Shall I stay or shall I go?
Shall I hide or shall I show?
Shall I say or shall I silence?
Shall I listen or shall I ignore?
Shall I wait or shall I move on?
Shall I live in the past or shall I run to the future?
Shall I care or shall I dare?
Shall I be unique or shall I compare?
Shall I do or shall I don’t?
Shall I be the guide or shall I be guided?
Shall I love or shall I be loved?
Shall I fall or shall I fly?
Shall I laugh or shall I cry?
Shall I be strong or shall I break into pieces?
Shall I give up or shall I resist?
Shall I erase myself or shall I exist?
Life is not always a long, peaceful road
Not everything is either black or white
We should enjoy the present
Because now is ephemeral
And this moment belongs to the past already.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Paul Laurent Bressin






Aceitar o presente

Já pensaste por que razão o agora se chama presente? Porque é uma dádiva que nos é oferecida neste mesmo instante. Basta desembrulhar e desfrutar.

Maria Margarida Moreira da Cruz (a minha mãe)

Photos : Filipa Moreira da Cruz

All we need is love

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Accept the difference
Embrace the unknown
Step out from your comfort zone
Be the inspiration
Forgive yourself
Give without anything in return
Don’t lose hope
Keep the faith
Avoid great expectations
Enjoy simple things
Believe in miracles
Follow your dreams
And above all
Love unconditionally.

Renascer

Photo : Filipa Moreira da Cruz

O mundo desaba
A felicidade acaba
O vento sopra forte
Perdemos o norte
Roemos as unhas
Somos peixe sem espinhas
Mordemos os dedos
Para esconder os medos
Ansiamos pela luz que não chega
E o tal abraço já não aconchega
De repente, tudo passa
A chuva limpa a carapaça
Cai a máscara do impostor
E o universo recupera o seu esplendor
A esperança nunca morre
Apenas finge que dorme
Para não assustar os pessimistas
Coitados dos intriguistas!
Pensam que não têm rivais
Os dias voltam a ser iguais
O sol adormece, a lua desperta
E a Mãe Terra não está deserta.

Filipa Moreira da Cruz

Crónica de um país desamparado

Photo : KaDDD

As últimas semanas em França foram tudo menos monótonas. O país começou a desconfinar-se no dia 3 de Maio. Este processo vai decorrer em quatro fases e a vida de antes (que nunca será totalmente igual) só será recuperada a partir de 30 de Junho. Até lá, continuaremos a caminhar a passinhos de bebé e em pézinhos de lã. Mas as diversas notícias que encheram as páginas da imprensa e abriram os jornais televisivos ocorreram ainda durante o confinamento.

Vamos aos factos, por ordem cronológica:

A 14 de Abril ficamos a saber que Kobili Traoré não será julgado pelo assassinato de Sarah Halimi, cidadã judia de 65 anos. O crime ocorreu em Abril de 2017. Nesse dia, o cidadão muçulmano, de 27 anos, espancou e empurrou a vizinha pela janela do terceiro andar, gritando « Allah Akbar » e « eu matei o sheitan (Diabo) ». O juíz decidiu inocentar o assassino alegando que este estava em estado psicótico devido ao consumo de droga. A opinião pública ficou perplexa e revoltada. Foram organizadas manifestações nas principais cidades do país. Muitos perguntam qual teria sido a decisão se tivesse sido um judeu a matar um muçulmano. Uma dúvida legítima num país onde ainda ocorrem crimes antissemitas. A insegurança sentida pela comunidade judaica tem originado uma diáspora massiva. Entre 2000 e 2017 55.049 judeus trocaram França por Israel. Tenho duas amigas que decidiram levar a família para Haifa e Tel-Aviv e não se arrependem.

22 de Abril foi mais ligeiro e divertido. Nesta data, o primeiro-ministro francês, Jean Castex, recebeu 200 cuecas que lhe foram enviadas por 500 comerciantes independentes. Esta iniciativa surgiu através do Facebook e pretendia exigir a abertura imediata do comércio local. O movimento dos « 200 culottes » inspirou-se num outro que ocorreu no início da Revolução Francesa. Em 1789, os « sans-culottes » (sem cuecas) manifestaram-se vestidos de calças compridas e largas, opondo-se às tradicionais calças curtas e justas (culottes) usadas pela aristocracia. Espero que tenham acertado no tamanho das cuecas da mulher do primeiro-ministro. Seria uma pena desperdiçar tanta lingerie!

23 de Abril foi marcado por um acontecimento trágico. Nesse dia, uma funcionária da Polícia de Rambouillet (perto de Paris), foi assassinada por um cidadão tunisino. O modus operandi não é desconhecido das autoridades. Os terroristas não procuram ser originais, mas sim eficazes. Jamel G. serviu-se de uma faca para degolar a vítima, não sem antes gritar « Allah Akbar ». O terrorista, de 36 anos, foi abatido de imediato. A família diz que sofria de depressão. Uma singela forma de justificar a radicalização islamista que o fez passar ao ato monstruoso. Stéphanie M. trabalhava na polícia há 28 anos, tinha 49 anos e dois filhos de 13 e 18 anos. O mais triste é que os ataques terroristas em França são tão frequentes que quase não provocam comoção.

Fecho esta cronologia com uma nota positiva. Na manhã de 23 de Abril, na Florida, o astronauta francês, Thomas Pesquet, embarcou na cápsula Crew Dragon Endeavour para explorar a adaptação do corpo humano no espaço. A missão Alpha vai durar seis meses e Pesquet, que já integrou outras missões, é a coqueluche do país que vê nele o herói capaz de devolver a esperança à nação. A estrela internacional, fortemente elogiada pela NASA, tem um vasto clube de fãs que vão dos 5 aos 101 anos.

Mas enquanto todos estão com a cabeça na lua e a sonhar com Marte, quem é que se preocupa com o sofrimento na Terra?

Filipa Moreira da Cruz

We live together

The skeptic's kaddish

So many people are so certain

I have nothing of meaningful substance to add to the conversation about the current flareup in the Palestinian-Israeli conflict. What astounds me is that so many people think that they do. So many are so sure of themselves.

That’s the meat of this particular blog post so please feel free to turn your attention elsewhere.


Israel-related blog posts

I like to search for Israel-related blog posts on WordPress.

I always ignore those that advertise hotels, medical treatments and other commercial nonsense. I also tend to avoid those that focus on reporting the news; on WordPress, I am looking for meaningful human connections.

Of late, I’ve also started skipping over the pro-Israeli and pro-Palestinian blog posts, of which dozens have popped up because of the current explosion in violence throughout Israel. Most of them lack nuance and don’t aspire to it; and whom are they…

Voir l’article original 733 mots de plus

Tourbillon

Il me nargue avec son insolente tranquilité
Affichant un franc sourire empreint de sérénité
Son regard dégage des promesses
Mais ses gestes frottent la maladresse
Son corps remplit de moments envoûtants
Me laisse croire à un amour sans lendemain
Pourquoi s’encombrer de problèmes?
Inventer des histoires, des complots et des théorèmes?
En ce moment, les oiseaux s’envolent au dessus de ma tête
On annonce de la tempête?
Ils sont si proches que je pourrai les caresser
Je me sens envahie, agressée
Il faut que je récupère mon energie
Car je risque de négliger un simple trésor…la vie!

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer
%d blogueurs aiment cette page :