Norte e Sul

Norte e sul
Este ou oeste
De cima para baixo
Sol e chuva
Vento e calor
Antípodas meteorológicos
Verão ou Inverno
Seca ou dilúvio
Caprichos da Natureza
Yin e yang
Esquerda e direita
Lados opostos
Praia ou campo
Montanha ou planície
Escolhas ocasionais
Estrada ou trilho
Avenida ou ruela
Caminhos cruzados
Riso ou choro
Tristeza ou alegria
Sentimentos conturbados
Princípio e fim
Vida e morte
Nascimento e despedida.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz / Paul Laurent Bressin

Postcards from Saint-Malo

If you never say goodbye to the best things in your life there are things you don’t appreciate at all.

Lighthouse Family

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Del suelo al cielo

Una alfombra de flores cubre el suelo
Armonía de olores
Los pájaros invaden el cielo
Mezcla perfecta de colores.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Pangeia

E se não existissem fronteiras
Marítimas, terrestres ou aéreas?
E se houvesse uma única bandeira
De várias cores e tamanhos?
E se navegássemos todos
No imenso mar?
E se comunicássemos
Na mesma língua?
E se fossemos apenas
Seres humanos e imperfeitos?
E se cuidássemos do nosso planeta
Como se fosse a nossa última morada?
E se deixássemos de ter
Para nos concentrarmos na essência do ser?

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Paul Laurent Bressin





Tempo é vida

Photo : Filipa Moreira da Cruz

Dizem que tempo é dinheiro, mas eu não trocaria nenhuma fortuna pelo tempo que já tive.
Tempo é vida!
Cheguei a tempo ao comboio e ao avião.
Tive tempo para ir ao hospital e de acompanhar a minha mãe no regresso a casa.
Houve tempo para rir e para chorar. Tempo para falar de futilidades e de coisas sérias.
Tempo para matar as saudades e dar de comer à solidão.
Tempo para abraços e beijos.
Gostaria de ter tido ainda mais tempo, mas deste bem precioso não devemos abusar.
Tempo não sobra nem nunca é demais. Tempo é empréstimo para a eternidade.
O que farão os ricos com tanto dinheiro e sem tempo para o gastar?

Filipa Moreira da Cruz

Bienvenue à Paris

L’alarme sonne. La circulation est interrompue.
Un accident? Un malaise d’un passager? Un problème technique? Personne ne sait.
La chaleur est presque insupportable, je manque d’air à cause de ce foutu masque!
J’ai à peine fermé l’oeil la veille, emportée par l’appréhension et l’excitation de ce voyage pas comme les autres.
Pourvu que je ne rate pas mon avion.
Les catacombes sont par là, mais on a bien d’autres choses à faire. Pas le temps pour une rencontre avec le passé.
Moi, c’est le présent que je guette.
Le monsieur debout frôle l’impatience. La petite fille regarde dans le vide, à travers la fenêtre sale.
Je ne prête plus attention à ma montre, car je sais que j’arriverai à temps.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Street art – 7ème art

Cinema can fill in the empty spaces of your life and your loneliness.

Pedro Almodovar

Cinema is universal, beyond flags and borders and passports.

Alejandro Gonzalez Inarritu

For me, the cinema is not a slice of life, but a piece of cake.

Alfred Hitchcock

You don’t make a movie, the movie makes you.

Jean-Luc Godard

Cinema is a matter of what’s in the frame and what’s out.

Martin Scorsese

I think cinema, movies, and magic have always been closely associated. The very earliest people who made film were magicians.

Francis Ford Coppola

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Vermelhão

Vermelho de raiva ou de vergonha
De amor ou de paixão
Vermelho esquivo e incerto
Que desafia o coração
Vermelho solto e livre
De correrias e contratempos
Vermelho ousado e provocador
Que entra na dança sem ser convidado
Vermelho de mágoa e de rancor
Libertino e ousado
Vermelho vivo quando estás zangado
Pintado a tinta ou a lápis
Vermelho que à vida dá cor
E combate a solidão
Vermelho de sangue e de fogo
Derramado em guerras antigas
Vermelho de lágrimas e de choro
Na hora das despedidas
Vermelho, vermelhinho, vermelhão.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Partidas e Chegadas

Estação de comboio ou aeroporto
Azáfama, confusão
Do meio de transporte não me ocupo
Viajo com o coração
Despedidas, abraços
Saudades e solidão
Fotografias e retratos
São fonte de inspiração
Recordar é viver
Mas a vida não é um episódio abstrato
As memórias ajudam-nos a ser
Viajantes no tempo e no espaço.

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Paris Orly

Paris Orly, vide. Les magasins sont fermés. Le duty free ressemble à un supermarché dans un petit village paumé. Pas de touristes bruyants. Aucun « sans contact » pour le désarroi des commerçants.
L’aéroport attend, mais les avions restent collés au sol. Les affiches sont trilingues, mais à quoi bon de faire l’effort si même les japonais sont absents?
Du jamais vu! Paris est à moi!

Filipa Moreira da Cruz

Photos : Filipa Moreira da Cruz

Créez votre site Web avec WordPress.com
Commencer
%d blogueurs aiment cette page :